Funcionalismo Holandês

O que chamamos funcionalismo holandês é uma vertente do funcionalismo, desenvolvida por Simon C. Dik, no final dos anos 70, e revista por seus seguidores. A Teoria da Gramática Funcional considera três princípios na análise linguística: a concepção da língua como instrumento de interação social, o reconhecimento do papel primordial da pragmática na análise da língua e o estudo da sintaxe fundado na semântica. A partir de 1997, Kees Hengeveld (foto) modifica e aperfeiçoa a GF, integrando o discurso como parte da gramática, que passa a se denominar Gramática Discursivo-Funcional. Em português, há alguns artigos que abordam a teoria da Gramática Funcional (do Discurso). Alguns você pode conferir nos links abaixo.

 

Funcionalismo holandês: da gramática funcional à gramática funcional do discurso - artigo de Roberto Gomes Camacho que apresenta as bases da GFD

Gramática funcional: da oração rumo ao discurso - artigo de Edson Rosa Francisco de Souza que resume a GF e a GFD.

Gramática, formalização e discurso - artigo de Roberto Gomes Camacho discute a importância da GFD como avanço em relação à GF.

 

Exemplos de pesquisas que aplicam a teoria da gramática funcional (ou da GFD) ao português do Brasil podem ser vistos nos artigos a seguir.

Análise de formações de unidades terminológicas complexas sob a perspectiva da gramática funcional de Dik - Lígia Café

Os constituintes extrafrasais na gramática funcional de Dik - Sandra Denise Gasparini-Bastos

Orações de tempo-condições: uma análise sob o enfoque da gramática funcional - Gisele Cássia de Sousa

Articulação de orações na Gramática Funcional do Discurso - Taísa Peres de Oliveira

A ordenação dos adverbiais modalizadores epistêmicos no português europeu falado: uma abordagem funcional - Aquiles Tescari Neto e Erotilde Goreti Pezatti

Ordem canônica da oração e advérbios focalizadores do português: aspectos sintáticos e pragmáticos - Edson Francisco de Souza

Construções para + infinitivo: um motivo para repensar o ensino de gramática - Vanda Cardozo de Menezes

As orações completivas de predicado modal em amostras do português falado - Sandra Denise Gasparini Bastos

Estruturas com verbos funcionais em textos jornalísticos brasileiros e portugueses - Marcia dos Santos Machado Vieira

 

Há ainda algumas teses e dissertações que usaram como fundamentação teórica o funcionalismo holandês, entre elas:

Sistematização funcional dos sufixos avaliativos no português do Brasil - dissertação de mestrado de Maria Cecília Gonsalves Carvalho (PUC-RJ, 2009)

Uma análise léxico-terminológica dos predicados complexos em português: as construções com verbo-suporte na área da informática - dissertação de mestrado de Luiz Henrique Santana Neves (UNB, 2006)

 

 

 

 

 

 

 

      

Contacto

Sala de Aula Virtual Av. da Universidade, 2683 33667625/33667624 claudete@letras.ufc.br